Reinventor de coisas

nodesign_05

Hoje fomos conhecer outro sujeito legal, o Barão – Flavio Barão De Sarno, 30 anos -, lá na empresa dele, a NóDesign, na Vila Madalena, em São Paulo. O trabalho dele é reinventar coisas: um cabide que não esgarça a gola, uma saboneteira feita de restos de sacola e que não junta água, um celular para quem não quer aprender a lidar com botões, uma cadeira que não desperdiça um milímetro de madeira e pode ser guardada sem ocupar espaço, uma bolsa-quadro inspirada em refletores dobráveis de fotógrafos, essa porta que eu fiquei tentando descrever com palavras sem nenhum sucesso:
porta_no

Quando precisa explicar para alguém o que faz da vida, Barão diz que é designer de produtos, mas no fundo ele sabe que é mais que isso: ele é um inovador. O trabalho dele é descobrir do que as pessoas precisam e surpreendê-las com o que elas querem. É também repensar conceitos etéreos como “sustentabilidade” e torná-los paupáveis. Todos os objetos deles tem intenção, nada é assim só porque é assim. O pregador de roupa acoplado ao cabide foi imaginado depois que eles observaram que cabides comuns tendem a escorregar para o meio do varal.

Ele ficou contando para a gente como se inova. Primeiro se lista um monte de coisas que dá para fazer. Depois se observa. Depois se observa mais a fundo, tentando entender como as coisas são feitas e como elas são usadas. Depois começa-se a construir a solução para o problema, de um jeito propositalmente tosco, para não perder tempo demais com isso. Barão chama isso de porcótipo, versão imunda do protótipo. Aí se testa o porcótipo, sem piedade: idéias que parecem geniais a primeira vista às vezes não passam pelo primeiro olhar de uma dona de casa exigente. Aí vai se melhorando até ficar bom pacas. Olhando o portfólio dos caras, parece que o método funciona.

Mas o mais louco é que o Barão não se considera um fabricante de objetos simplesmente: ele é mais um resolvedor de problemas. O método dele não serve só para saboneteiras ou potes de shampoo. Bem empregado, ele talvez possa se aplicar a sistemas de trânsito, métodos de ensino, organização de gente, projetos de hospitais. Andando pela sede da empresa, nosso serviço de inteligência detectou num mural na parede o segrego de seu sucesso. Em primeira mão, adianto para vocês o ultra secreto método NóDesign de resolução de problemas:

nodesign_123

Anúncios

7 Responses to Reinventor de coisas

  1. João disse:

    Boa!

    primeira visita ao blog, existe previsão de quanto essa revista sai?

    quanto a esse “plano de ação” eu vou pegar emprestado pra mandar pros colegas de trabalho, já que existem varios desses na empresa.

  2. Denis Russo Burgierman disse:

    Oi João,
    A revista só sai no começo do ano que vem.

  3. Dani disse:

    Mas e a porta???
    agora fiquei curiosa, tem algum sistema mirabolante, ou é só estilo?? rs

  4. giblanco disse:

    Tem vários sistemas mirabolantes, Dani!
    Dá uma olhada aqui: http://www.nodesign.com.br/site.html

  5. João disse:

    Denis, falta pouco então!

  6. João disse:

    alias, quero uma porta dessa!

    ahahahha

  7. Paulo disse:

    Hahaha que diagrama de bloco maneiro!
    A bagaça funciona?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: