Yes we can

Falando sério agora:

Obama ganhou por vários motivos – um deles, obviamente importante, é que se opôs ao pior presidente americano de todos os tempos, o W Bush. Aí fica fácil.

Mas tem um outro motivo bem importante, por mais que algumas pessoas tendam a desprezá-lo. A candidatura do Obama foi sustentada por gente jovem, conectada pelo Facebook, fazendo pequenas doações, de 10, 20, 30 dólares via internet, se voluntariando para passar o dia fazendo telefonemas a eleitores, desenhando camisetas e cartazes de graça e espalhando-os pelo país. Por trás de Obama, tem um exército de gente de 20 e tantos anos, que entende o futuro, entende tecnologia e cansou da tosqueira de algumas velhas instituições.

Obama ganhou lá nos EUA, bem longe daqui. Mas não se engane: os ventos da sua vitória logo logo sopram por estas praias. E aqui no Brasil também tem uma geração esperta, conectada, inteligente, sonhadora, cansada dos papos furados das gerações passadas e disposta a mudar tudo.

Não sei ainda o que é que a nossa revista vai ser. Nem sei se vai tratar de política ou não. Mas sei que vai ser para essa geração.

Anúncios

9 Responses to Yes we can

  1. Biba disse:

    Ups, legal isso aqui Denis!
    Prá minha geração, De, a vitória do Obama, foi tudo. Afinal a gente se lembra muito bem de 40 anos atrás, do Martin Luther King, Ku Kux Klan e toda discriminação.
    Agora uma pergunta: o Estefano está sabendo desse blog?

  2. glaucia disse:

    Ufa….. Denis eu estou desapontada com essa nova geração porque não vejo a moçada se articulando politicamente, socialmente, ecologicamente e nem afetivamente….

    Isso me incomoda bastante porque eu qdo jovem, participei ativamente do movimento secundarista, depois UNE, trabalhei nas campanhas de filiação para a formalização do PT, movimentos ligados ao green enfim, hoje tenho 47 anos, me decepcionei bastante com o desenrolar da historia que de certa forma ajudei a criar e vejo a juventude hj ligada no vazio, no nada, vc entende….???

    Torço muito para que esse projeto tenha sucesso e que esta perspectiva de grandes mudanças com Obama se edifique para que as gerações futuras assumam o futuro do nosso planeta….

    Sou amiga da Biba, mamis corujona, linda, eu sempre digo a ela: Biba quero ser igual a vc qdo eu crescer…rs…

    Se eu puder colaborar, conte comigo sempre…
    Veja este vídeo e divulgue fica aqui a minha primeira contribuição
    um grande beijo.

    http://video.google.com/videoplay?docid=-3412294239230716755&q=a+hist%C3%B3ria+das+coisas&ei=N5EvSLy7BYWwqQLjp-yfBQ

  3. Denis Russo Burgierman disse:

    Pessoal, deixa eu apresentar para vocês a Biba, minha mãe. Ela sempre lê o que eu escrevo… É minha garantia de que jamais haverá audiência zero.

  4. Denis Russo Burgierman disse:

    glaucia,
    Será que eles estão mesmo ligados no vazio ou simplesmente agem no mundo de um jeito diferente? Leia o blog: espero te convencer de que é a segunda opção.

  5. Magritte disse:

    Denis disse uma verdade poderosa e simples. É comum o mundo mudar e as pessoas não conseguirem acompanhar essas mudanças. O resultado é essa nostalgia, que se deve mais às falhas de quem foi do que às falhas de quem vem. Articulação política tem um significado totalmente diferente hoje do que tinha na época da ditadura. Essa é uma época de maior estabilidade política e econômica, o momento é mais para observação crítica do que para cara-pintada…

  6. Magritte disse:

    Mas em relação ao post: quais seriam as velhas instituições toscas? E será que as grandes cabeças por trás das novidades do Obama têm mesmo 20 e poucos anos? Quando você é jovem, é fácil confiar no poder dos jovens…

  7. Magritte disse:

    E eu espero que essa expressão “mudar tudo” seja mais um recurso de marketing do que um desejo real…

  8. Denis Russo Burgierman disse:

    “Mudar tudo” é um desejo real sim, Magritte. Não “mudar por mudar”, claro, mas mudar para melhorar. Mudar com um olhar inovador, reinventor, que nem o do Barão, personagem do post “Reinventor de coisas”. Acredito sinceramente que tudo pode ser melhorado se lançarmos um olhar inteligente sobre a coisa. Se tem uma característica ausente das gerações passadas que acredito que estará presente nas próximas é isso: essa vontade de melhorar as coisas, de um jeito objetivo (e não ideológico).

  9. Cara, to gostando dos seus papos, espero que na prática isso seja verdade…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: