Conversa dura

Tivemos ontem uma conversa boa – e dura – com o pessoal que trabalha na Colméia, uma produtora de conteúdo digital (fazem sites, vídeos, jogos, eventos, experiências interativas, tudo muito criativo e com uma qualidade assustadora). Contei para eles do nosso plano de fazer uma “revista” e dei uma pincelada numa idéia que anda me martelando a cabeça. A de que essa “revista” podia trabalhar de um jeito diferente. Em vez de ser uma comunicação vertical – dos jornalistas que tudo sabem lá no alto para o público ignorante aqui embaixo, como as revistas costumam ser –, ser mais horizontal. Estabelecer sociedade com colaboradores, fazer parcerias com gente legal, trabalhar junto e borrar as fronteiras entre revista e público.

O André Passamani, um dos donos da Colméia, um sujeito de mente superativa, que não consegue evitar ter uma idéia atrás da outra, foi super-cético em relação a conseguirmos fazer isso. Ele disse que a Abril é uma empresa de mídia, e o negócio das empresas de mídia é ser dono do conteúdo. Empresa de mídia, para ele, nunca vai abrir mão dessa propriedade, se fizer isso perde o sentido de existir. O Passamani, como o resto do pessoal da Colméia, acredita no software livre – programas de computador devem ser feitos, usados e entregues de graça para quem mais quiser usar pedaços dele, melhorar e usar de novo, sem precisar ter que refazer trabalho algum. Ele acha que o futuro é povoado por empresas menores (diz que a Colméia nunca vai ter mais que 90 pessoas), de gente talentosa, apaixonada pelo que faz, tratando bem umas às outras e fazendo coisas de qualidade.

Legal, concordo. E acredito muito que esse nosso projeto_secreto pode dar origem a uma empresa dessas, dentro da Abril.

Recomendo muito a você fuçar o site da Colméia e ver as coisas que eles fazem. O blog tem links para vídeos legais, a maioria deles para clientes publicitários. Você pode por exemplo jogar o War ecológico online que eles desenvolveram pro Greenpeace. Os caras estão começando também a fazer seus próprios programas de tv para a internet, disponíveis na Enxame TV (enxame não é um lugar, é um movimento). Arme-se de paciência porque a qualidade é alta o vídeo demora a baixar (dê pause, pegue um livro, vá ao banheiro e assista na volta).

colmeia_00

Anúncios

3 Responses to Conversa dura

  1. Oi Denis,

    Fiquei surpreso de ler o teu post. 🙂

  2. Denis Russo Burgierman disse:

    Ô André, adoramos a conversa. A tal dureza à qual me referi é em relação ao seu ceticismo quanto a fazermos algo aberto na Abril. Ceticismo procedente, acho eu. E que nos serviu de desafio. Ficamos ainda mais instigados de encontrar um jeito.

  3. Acho que esta é uma nova tendência….
    Dênis, trabalhamos há 20 anos com produções de vídeo, meu marido e eu. Fizemos muitos programas de TV para vários clientes, e ainda fazemos a captação de um programa chamado MUNDO DO CAMPO, na TV VITÓRIA( a RECORD local ) . Nossa produtora procura trabalhar de uma forma “horizontal” com os funcionários. Todos são bem envolvidos.
    Acho que existe muita coisa boa para ser divulgada, e se quiser contar com nossa colaboração ( de alguma forma ) , adorarei ajudar…

    Abraço. Gostei muito do seu Post de DEZEMBRO da VIDA SIMPLES….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: