Mãe, eu tô na Veja

16 fevereiro, 2009

Amiguinhos,

Estreei neste fim de semana meu blog lá na Veja, sobre sustentabilidade. Se der, passa lá.


Workshop de sedução

6 fevereiro, 2009

A reportagem-HQ de Allan Sieber publicada na Playboy em 2007, recomendada pelo André Dahmer como uma das melhores coisas que o Allan já fez, é realmente imperdível.

lovejoypag01b-web

Continua aqui.

O único problema é que o blog do Allan é tão ruim que não tem sequer um permalink para cada post. Pior até que os blogs da Abril. Pô, Allan, muda para o WordPress!


Nostalgia da lama

2 fevereiro, 2009

Não é nenhuma novidade, mas a onda de saudosismo da internet 1.0 começa a pegar fogo. E eu acho engraçadão. Além das intermináveis conversas sobre as tardes que a gente passava no  mIRC e internet discada, tem esses tributos sensacionais que aparecem por aí. Um deles é essa home page em homenagem aos sites dos anos 90. É bom ver pra perceber como a nossa noção de design era sensacional. Outro é essa música em homenagem ao Twitter que faz uma breve retrospectiva da trajetória dos usuários pela internet. Reparem no estilo “gravei-no-meu-quarto-bagunçado-com-a-minha-webcam-e-um-violão-pra-botar-no-youtube”. É só estilo. A música é bem gravada e o cara é bom:

Ah, é, o moço aí em cima tem outras músicas também, é independente (claro) e recebe doações pelo site (que também é bem legal).

E se alguém não viu, outro dia a pessoa que se identificou como ciadefoto deixou aqui uma sugestão tecnológia interessantíssima: esse vídeo de 1981 sobre o primeiro jornal online. Adorei. O telefone vermelho sendo conectado para receber o texto em “apenas” umas 3 horas é sensacional.

O mais legal é que essa nostalgia toda aponta pro fato de que entramos de fato em uma outra época. São outros tempos e não tem mais conversa. Agora internet, tecnologia etc, já são coisas que fazem parte também do nosso passado. E o mais divertido é pensar que se 20 atrás a gente ainda estava engatinhando na internet discada e nos sites toscos, onde será que estaremos daqui a outros 20? Ainda bem que o futuro vai chegar bem rápido pra matar a curiosidade.